Dinamarca vai reivindicar o Pólo Norte, diz jornal

A Dinamarca tenciona reivindicar o Pólo Norte, revelou hoje no seu 'site' o jornal dinamarquês Information, citando um documento estratégico do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

"O país tem a intenção de reivindicar a plataforma continental em cinco zonas em redor das ilhas Faroe e da Gronelândia, incluindo o Pólo Norte", refere o documento diplomático que deve ser publicado em junho, mas ao qual o jornal teve acesso.

A adopção pela Dinamarca deste plano, intitulado "Estratégia para o Ártico 2011-2020" pode provocar tensão nas relações com a Rússia, Estados Unidos, Canadá e Noruega, outros países da região.

Segundo o Instituto de Geofísica Norte-americano, o círculo polar pode conter um quinto das reservas de hidrocarbonetos (petróleo, gás natural) que ainda estão por explorar em todo o mundo.

Os países da região do Ártico dispõem actualmente de uma zona económica de 200 milhas ao largo das suas costas, e as reivindicações quanto ao resto do território devem ser estudadas sob a égide da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG