David Cameron criticado por ir de férias em plena crise

O primeiro-ministro britânico partiu este sábado para Ibiza, onde ficará uma semana a gozar férias com a mulher. Mas há quem ache que ele deveria ficar a resolver a "crise do terrorismo".

Downing Street já veio a público garantir que David Cameron, além da mulher, está acompanhado por algumas figuras chave do seu staff e está a ser informado em permanência acerca dos desenvolvimentos do caso relacionado com o assassinato do soldado Lee Rigby, 25 anos, na quarta-feira, em Woolwich, Londres.

No âmbito deste caso há já cinco pessoas detidas: Michael Adebolajo, 28 anos, e Michael Adebowale, 22, que estão hospitalizados, e outros três indivíduos, que foram capturados no sábado.

Nesse mesmo dia, David Cameron, a mulher, Samantha, e os três filhos embarcaram com destino a Ibiza. As fotografias demonstram os momentos de descontração do casal.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG