Cessar-fogo perturbado por explosões em Mariupol

Pouco mais de 24 horas após a entrada em vigor de um plano de paz para o Leste da Ucrânia, em que se previa o completo cessar-fogo e a troca de prisioneiros entre as forças de Kiev e os separatistas, as posições governamentais foram atacadas junto da cidade de Mariupol, para onde os pró-russos estavam a avançar antes da assinatura do acordo de sexta-feira.

A trégua na Ucrânia foi abalada na noite de sábado na sequência de fortes explosões registadas nos arredores de Mariupol, cidade portuária do leste do país, um dia após o acordo assinado entre as autoridades ucranianas e os separatistas pró-russos.

Numerosas explosões foram sentidas ao início da noite e uma espessa nuvem de fumo era visível no horizonte. De acordo com fontes concordantes, as forças ucranianas foram atingidas por disparos de artilharia e segundo a agência noticiosa AFP foi destruído um posto de controlo governamental.

Ainda segundo a AFP, a situação permanecia calma em Donetsk.

Durante a tarde de sábado, os presidentes ucraniano, Petro Poroshenko, e russo, Vladimir Putin, tinham-se congratulado no decurso de um breve contacto telefónico pelo facto de o cessar-fogo estar a ser "globalmente respeitado".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG