Catolicismo é a primeira minoria religiosa no Reino Unido

Num país onde Igreja e Estado andam de mãos dadas, cerca de 42 milhões de cidadãos (72% da população) afirmam ser cristãos.

O anglicanismo, a religião oficial em terras de sua majestade, foi instituído por Henrique VIII no século XVI e é adoptado pela maioria dos britânicos crentes.

Já o catolicismo, considerado a "primeira minoria religiosa" do Reino Unido, é professado por aproximadamente 10% da população. Ainda assim, esta é uma percentagem bastante superior à de outras religiões como o islão (2,7%), o hinduísmo (1%) ou o judaísmo (0,5%).

No censo de 2001, 16% dos britânicos declararam não ter religião.

A ruptura entre a Igreja Católica e a coroa britânica teve origem num pedido de Henrique VIII, que ocupou o trono entre 1491 e 1547, ao então Papa Clemente VII. O rei, que ainda não tinha nenhum filho homem, queria ver anulado o seu casamento com Catarina de Aragão, sobrinha do Imperador Romano.

Ao ver o seu pedido ser-lhe negado, Henrique VIII autoproclamou- -se chefe da Igreja de Inglaterra em 1536 - três anos depois de ter sido excomungando - e casou-se com Ana Bolena. A partir daí iniciou-se no país a extinção das ordens religiosas e a expropriação dos seus bens em favor da coroa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG