'Carlos, o Chacal' volta hoje aos tribunais franceses

O terrorista venezuelano Ilich Ramírez Sánchez, conhecido como 'Carlos, o Chacal', volta hoje ao Tribunal Criminal de Paris para responder pelos quatro atentados mortais cometidos em França em 1982 e 1983.

O terrorista, agora com 63 anos, foi condenado por duas vezes a pena perpétua em França, a primeira em dezembro de 1997 pelo assassinato em Paris de dois agentes secretos e um informador, e a segunda em dezembro de 2011, o que incluia um período de pelo menos 18 anos de cumprimento efetivo da pena.

Em causa estão quatro atentados, o primeiro dos quais a 29 de março de 1982 com a explosão de uma bomba num comboio que fazia a ligação entre Paris e Toulouse e que causou cinco mortos e 28 feridos.

De seguida, terá feito explodir um carro bomba no centro de Paris, a 22 de abril desse ano em frente a um jornal árabe, fazendo um morto e 66 feridos.

Os dois últimos aconteceram na tarde de 31 de dezembro de 1983, na estação ferroviária de Marselha e contra um comboio que havia saído daí com direção a Paris, de que resultaram cinco mortos e dezenas de feridos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG