Cangalheiros roubavam pacemakers dos mortos

Cinco ex-cangalheiros foram detidos na localidade de Pesaro, em Itália, por roubarem pacemakers de pessoas falecidas e extorquirem dinheiro às famílias dos defuntos.

A polícia italiana deteve cinco ex-cangalheiros que trabalhavam na morgue do hospital de San Salvatore de Pesora, na costa adriática italiana, e estão a investigar outras 29 pessoas, entre as quais médicos e funcionários da empresa funerária a que estavam ligados os detidos, por fraude, extorsão e profanação de cadáver.

Três dos acusados procediam à dissecação dos corpos para lhes retiraram os pacemakers, que eram depois vendidos a médicos ou empresas ligadas à comercialização destes aparelhos.

Os ex-cangalheiros procediam também à extorsão de verbas às famílias dos mortos, cobrando verbas, que podiam chegar aos 500 euros, para vestir os cadáveres e preparação do corpo para a cerimónia fúnebre.

A operação de que resultou a detenção destes suspeitos foi batizada "Lázaro", nome da personagem do Novo Testamento que foi ressuscitada por Jesus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG