Camiões com ajuda humanitária regressam à Rússia

Todos os camiões com ajuda humanitária russa, que entraram na sexta-feira na Ucrânia, sem autorização de Kiev, regressaram hoje ao país de origem, informou a agência noticiosa russa e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa.

Segundo o correspondente da agência noticiosa russa Interfax, os veículos estavam já no posto fronteiriço de Donetsk.

Elementos da OSCE também testemunharam a retirada.

As autoridades de Kiev qualificaram esta deslocação de mais de 200 camiões russos como "invasão" e "transgressão das normas do direito internacional.

As autoridades ucranianas não revistaram por completo a carga dos veículos, que chegaram à cidade de Lugansk, controlada por separatistas pró-russos e cercada pelas tropas da Ucrânia.

O presidente russo, Vladimir Putin, tinha explicado que a decisão de enviar ajuda se devia às reticências do governo de Kiev de entregar assistência à população do leste do país.

Os líderes dos Estados Unidos da América e da Alemanha tinham admitido que a decisão de Moscovo poderia representar uma "perigosa escalada" na crise ucraniana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG