Cameron diz ter provas de uso de armas químicas

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou ontem ter novas provas da utilização de armas químicas na Síria e uma fonte britânica precisou que foi gás sarin.

"Fizemos análises no laboratório de Porton Down, em Inglaterra, a amostras provenientes de Damasco que mostram de novo o uso de armas químicas nos arredores de Damasco", disse hoje à BBC David Cameron, que participa em São Petersburgo, na Rússia, na cimeira do G20.

"Peritos britânicos de Porton Down analisaram as amostras e os testes revelaram gás sarin", disse à France Presse uma fonte em Londres.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, já tinha afirmado no domingo que os Estados Unidos receberam e analisaram amostras que provaram o uso de sarin durante um ataque a 21 de agosto nos arredores de Damasco, ataque que Washington atribuiu ao regime de Damasco.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG