Bento XVI convida jovens a levar a fé a todo o mundo

Bento XVI convidou hoje os jovens peregrinos de todo o mundo reunidos em Madrid a que levem o seu testemunho de fé, com um "novo impulso", aos ambientes mais diversos, inclusive onde há rejeição e indiferença".

Um 'envio', na eucaristia final da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), presidida por Bento XVI no aeródromo de Cuatro Ventos, em Madrid, onde estão, estima-se, 1,5 milhões de jovens.

"Com a celebração da Eucaristia, chegamos ao momento culminante desta JMJ. Ao ver-vos aqui, vindos em grande número de todas as partes, o meu coração enche-se de alegria, pensando no afecto especial com que Jesus vos olha", disse aos peregrinos presentes.

Mostrando-se convicto que "muitos se sentem atraídos pela figura de Cristo", Bento XVI afirmou que há duas formas de conhecer Jesus, "um conhecimento externo" e a "fé que vai mais além de simples dados empíricos ou históricos".

Pelo macro cenário de quase 200 metros de largura, voltaram-se a ouvir as vozes de vários dos jovens, inclusive a de um brasileiro a quem coube a primeira leitura da eucaristia.

Bento XVI anunciará hoje, formalmente, que caberá ao Rio de Janeiro acolher a próxima edição da JMJ, pelo que entregará a jovens brasileiros a cruz de madeira que representa este evento.

Antes disso, na homilia que proferiu, onde pediu aos jovens para "fortalecerem a fé", o pontífice respondeu à tentação de "viver a fé segundo a mentalidade individualista que predomina na sociedade".

Por isso, disse, os jovens devem viver a sua fé em paróquias, comunidades e movimentos, participando nas eucaristias dominicais e mantendo a vertente de evangelizadores.

"Não guardeis Cristo para vocês próprios. Comuniquem aos outros a alegria da vossa fé. O mundo necessita do testemunho da vossa fé, necessita certamente de Deus. Penso que a vossa presença aqui, jovens vindos dos cinco continentes, é uma maravilhosa prova da fecundidade do mandato de Cristo à Igreja", disse ainda.

Devem levar a fé, disse, a "outras terras e países onde há multidões de jovens que aspiram a coisas maiores, vislumbrando nos seus corações a possibilidade de valores mais autênticos, e sem deixar-se seduzir pelas falsas promessas de um estilo de vida sem Deus".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG