Aviões lituano e francês da NATO colidem em pleno voo

Dois aviões da NATO, um lituano e um francês, colidiram hoje em pleno voo na Lituânia, mas os pilotos salvaram-se, anunciou uma responsável militar, em declarações à agência noticiosa francesa AFP.

"Um avião militar lituano L-39 colidiu em pleno voo com um Mirage francês. Os dois pilotos lituanos conseguiram accionar o sistema de ejecção e encontraram-se sãos e salvos. O aparelho francês conseguiu aterrar", indicou Leva Gulbiniene, uma responsável da base da NATO em Siauliai (norte da Lituânia).

O Ministério da Defesa lituano já confirmou o incidente, que ocorreu às 10:30 locais (8:30 em Lisboa), junto do lago Rekyva, na região norte da Lituânia.

"Só podemos agora lamentar o incidente. Não conhecemos as circunstâncias do acidente, mas podemos afirmar com alívio que foi possível evitar que existissem vítimas humanas", declarou entretanto o primeiro-ministro da Lituânia, Andrius Kubilius.

As patrulhas aéreas aliadas no espaço aéreo báltico começaram em Março de 2004, coincidindo com a entrada da Lituânia, Letónia e da Estónia na Aliança Atlântica.

Desde 2009, a missão, avaliada em 20 milhões de euros mensais, é paga pelas ex-repúblicas soviéticas.

Os três países pediram à NATO que as patrulhas aéreas, que foram recentemente prorrogadas até 2014, tivessem um carácter permanente, pedido que despertou alguma preocupação no seio das autoridades russas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG