"A UE que se f...": inaceitável para Rompuy

O presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, considerou como "inaceitáveis" as declarações feitas sobre a União Europeia pela sub-secretária de Estado dos EUA para os Assuntos Europeus, Victoria Nuland, no contexto da resolução da crise que se vive na Ucrânia.

Uma conversa telefónica atribuída a Nuland a propósito do papel da UE na Ucrânia foi escutada, gravada e posta a circular na internet. "F... the EU" ("A UE que se f...") , disse ela ao seu interlocutor.

A chanceler alemã, Angela Merkel, considerou já que tais declarações são "absolutamente inaceitáveis", mas a porta-voz da chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton. questionada sobre o assunto na sexta-feira, não quis comentar por se tratar de uma conversa privada.

Rompuy, que falava na sexta-feira à televisão belga Canvas, considerou que é preciso colocar as declarações de Nuland no contexto correto, considerando, apesar disso, que "isso não deixa de ser inaceitável da parte de um parceiro".

Segundo o presidente da UE, que foi citado este sábado pela imprensa belga, os americanos deveriam ter deixado os europeus tratar da crise na Ucrânia. "Tinha sido o mais sensato. Quanto mais mediadores há, mas complexo o problema se torna. Se há medidor que pode ali fazer um bom trabalho, esse mediador é a União Europeia".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG