10 mil manifestantes em Budapeste contra austeridade

Cerca de 10 mil manifestantes, incluindo polícias e bombeiros, desfilaram hoje no centro de Budapeste em protesto contra as medidas de austeridade adoptadas pelo Governo liderado pelo conservador Viktor Orban.

A manifestação foi organizada pelos principais sindicatos do país. "Queremos protestar contra um plano que torna a vida mais difícil aos trabalhadores e reduz os salários", afirmou Janos Borsik, dirigente sindical, citado por agências internacionais.

Os sindicatos criticam em particular as modificações das regras para a reforma antecipada e para obter subsídios de desemprego, medidas que dizem ter sido tomadas sem concertação e exigem negociações com o Governo. Os sindicatos têm-se manifestado desde Abril contra as políticas do Governo, sem conseguir fazer recuar Viktor Orban, que dispõe de uma maioria parlamentar de dois terços.

O Governo aprovou em Março um plano de austeridade destinado a cortar a despesa pública, incentivado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG