EUA responsabilizam Irão por fracasso nas negociações

O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, anunciou hoje que o Irão não aceitou a proposta sobre o controverso programa nuclear, apesar do acordo entre o Irão e a ONU para um "roteiro para a cooperação".

O acordo iria aumentar a proteção de Israel relativamente ao programa de armamento nuclear do Irão, mas John Kerry assegurou que "o que se está a fazer vai aumentar a proteção" dos israelitas.

"Esperamos que nos próximos meses possamos alcançar um acordo que cumpra os requisitos de toda a gente", disse o governante, durante uma visita à capital dos Emiratos Árabes Unidos, fazendo eco das declarações dos últimos dias, segundo as quais um acordo com os iranianos estaria para breve.

Também durante as reuniões dos últimos dias foi alcançado um acordo entre o Irão e a ONU sobre um "roteiro para a cooperação", que permite uma inspeção das instalações de Arak, anunciou hoje o chefe do programa nuclear iraniano, Ali Akbar Salehi, no final de uma reunião, em Teerão, com o chefe da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano.

Os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (China, Estados Unidos, Rússia, França e Reino Unido) e a Alemanha negociaram durante três dias com Teerão, em Genebra, a forma de travar o desenvolvimento de atividades nucleares no Irão, em troca do abrandamento das sanções contra o país.

A última reunião da ronda contou com a participação de cinco ministros e um vice-ministro dos Negócios Estrangeiros dos países do grupo 5+1 e Javad Zarif.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG