Vítimas do atentado homenageadas por todo o mundo

Centenas de pessoas, incluindo o vice-presidente dos EUA, Joe Biden e o secretário da Defesa, Leon Panetta, homenagearam hoje no Pentágono com um minuto de silêncio as vítimas do 11 de Setembro no atentado de Washington.

Em Shanksville, na Pensilvânia (Leste dos EUA), centenas de pessoas também se reuniram para guardar um minuto de silêncio numa cerimónia que recordou os passageiros do voo 93 que morreram nos atentados, e quando esta data simbólica também foi recordada em diversas regiões do mundo.

No Pentágono, 184 pessoas sucumbiram ao impacto do voo AA77, o terceiro avião sequestrado e que foi dirigido contra um dos sectores do edifício do Departamento de Defesa pelas 9:37 (hora local).

O Presidente Barack Obama é aguardado no Pentágono ao início da tarde para depositar uma coroa de flores na zona de impacto. Antes, o líder da Casa Branca deverá efectuar o mesmo gesto em Shanksville, no local onde o quatro aparelho sequestrado e que se dirigia para Washington, se despenhou.

Em Roma, foi respeitado um minuto de silêncio em todos os aeroportos, e na hora exacta onde há dez anos o primeiro avião de despenhou contra a primeira torre do World Trade Center. Cerimónias similares foram organizadas em outras cidades italianas.

De Sydney a Lisboa, foram organizadas cerimónias formais num tributo às quase 3.000 vítimas dos atentados, de 90 nacionalidades distintas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG