Suspeitos de rapto de três mulheres vão hoje a tribunal

Os três homens suspeitos de terem raptado três mulheres, desaparecidas há uma década e encontradas na segunda-feira, nos Estados Unidos da América, deverão ser hoje interrogados e formalmente acusados, anunciou a polícia local.

"Isto é apenas a ponta do icebergue. Este inquérito será muito demorado", afirmou a porta-voz da polícia de Cleveland, cidade no estado do Ohio onde as mulheres desapareceram e foram encontradas, em declarações à estação de televisão norte-americana CNN.

Jennifer Ciaccia escusou-se a comentar informações difundidas pelos meios de comunicação social que dão conta que as mulheres estariam acorrentadas, terão sido espancadas e terão estado várias vezes grávidas.

Após a libertação das três mulheres, a polícia anunciou ter detido três irmãos, Ariel, Onil e Pedro Casto, de 52, 50 e 54 anos, respetivamente, suspeitos do sequestro.

Ariel é o proprietário da casa onde estavam as três mulheres, onde também viviam os outros suspeitos.

Amanda Berry, de 27 anos, Gina De Jesus, de 23, e Michelle Knight, de 32, foram libertadas na segunda-feira, depois de um vizinho ter visto uma delas (Amanda Berry) a gritar e a tentar sair da casa.

Quando conseguiu sair da casa, Amanda Berry carregava uma criança de seis anos, tendo a polícia entretanto revelado tratar-se da sua filha.

Quando as autoridades chegaram ao local descobriram as outras duas mulheres na casa.

Nas duas ocasiões, a polícia bateu à porta da casa, mas não obteve qualquer resposta.

A casa onde foram encontradas as três mulheres está localizada a poucos quilómetros dos locais onde terão sido sequestradas.

Amanda Berry foi vista pela última vez a 21 de abril de 2003 após sair do trabalho num restaurante de 'fast-food' localizado a poucas centenas de metros da sua casa. A jovem tinha então 16 anos.

Segundo a polícia federal norte-americana (FBI), Gina DeJesus tinha 14 anos quando desapareceu quando caminhava da escola para casa a 02 de abril de 2004.

Michele Knight foi vista pela última vez nas imediações da casa de um primo a 23 de abril de 2002. Na altura, a jovem tinha 21 anos, de acordo com o jornal de Cleveland The Plain Dealer.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG