Sismo de 6,7 na escala de Richter seguido de seis réplicas

Seis réplicas entre 3,5 e 4,7 na escala de Richter sentiram-se quarta-feira no norte e no centro do Chile, após um terremoto de 6,7 graus, que deixou as regiões afetadas sem luz e telecomunicações.

Segundo noticia a agência Efe, a polícia local confirmou ainda que uma mulher de 50 anos morreu em Copiapó, devido a uma paragem cardiorrespiratória minutos após o primeiro sismo.

Esta cidade foi uma das mais atingidas pelo primeiro terramoto, tendo vários edifícios institucionais sofrido danos estruturais.

Segundo a polícia, muitas pessoas foram atendidas devido a quadros hipertensivos e ataques pânico provocados pelo terramoto.

As autoridades locais disseram ainda que o sismo cortou os serviços telefónicos e de energia das cidades da região afetada.

Copiapó esteve no centro das atenções mundiais há dois anos, quando 33 trabalhadores ficaram presos no interior de uma mina, mais de dois meses, antes de serem resgatados com sucesso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG