Reféns fazem vídeo a agradecer apoio do público

Amanda, Gina e Michelle, as três mulheres que estiveram raptadas durante dez anos em Cleveland, lançaram um vídeo conjunto para a gradecer todo o apoio público assim como a ajuda financeira que lhes está a permitir refazer a vida.

Dois meses após a sua libertação, Amanda Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight decidiram quebrar o silêncio para dizer como estão felizes por estarem de volta a casa. Agradecem o facto de os meios de comunicação terem respeitado a sua privacidade e todo o apoio que tiveram desde que o mundo descobriu a sua história.

"Estive no inferno e voltei, mas acho que estou suficientemente forte para atravessar outro inferno com um sorriso na cara e a cabeça levantada", diz Michelle Knight no seu depoimento. "Não deixarei que esta situação defina quem eu sou."

Nancy Ruiz, mãe de Gina DeJesus, deixa uma mensagem a todos os que estão a passar por problemas: "Contem com os vossos vizinhos. Não tenham medo de pedir ajuda porque há quem esteja disponível para ajudar".

As três mulheres tinham desaparecido entre 2002 e 2004 quando tinham 14, 16 e 20 anos. Desde então, foram mantidas prisioneiras numa casa em Cleveland, Ohio. Até ao dia em que Berry conseguiu gritar aos vizinhos por ajuda. O responsável pelo rapto, Ariel Castro, de 52 anos, foi preso a 6 de maio e vai ser julgado em agosto.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG