Polícia acusou homem que deixou mochila junto à meta

A polícia de Boston acusou hoje de alteração à ordem pública o jovem que abandou uma mochila junto à meta da maratona de Boston, quando se assinalava o primeiro aniversário do atentado àquele evento desportivo.

Um agente da polícia de Boston achou estranho o comportamento do homem que vestia roupas pretas e tinha um véu da mesma cor sobre o rosto, informou hoje o chefe da polícia da cidade, Randall Halstead, ao recordar o movimento suspeito do jovem que estava junto ao local onde há um ano morreram três pessoas e outras 260 ficaram feridas.

O suspeito, que deixou cair a mochila quando o agente o chamou à atenção, enfrenta agora uma acusação de posse de um falso artefacto e conduta desordeira, perturbando a paz e a ordem pública.

O alerta surgiu após se verificar a presença de duas mochilas abandonadas perto da linha de meta, afirmou Randall Halstead ao salientar que o suspeito apenas possuía uma delas e sem avançar com detalhes sobre a segunda mochila.

Ambas as mochilas foram detonadas de forma controlada por especialistas do departamento de minas e armadilhas.

Fontes de alguns meios de comunicação dos Estados Unidos sugerem que a segunda mochila continha material jornalístico e que o jornalista terá deixado a mala quando o 'alarme' foi lançado.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG