Pelo menos 17 feridos por tiros em parada em Nova Orleães

Pelo menos 17 pessoas, incluindo uma criança com cerca de 10 anos, ficaram feridas na sequência de disparos durante uma parada em Nova Orleães, no sul dos Estados Unidos, segundo os 'media' locais e a AFP.

A cadeia WWLTV citou o porta-voz da polícia, Remi Braden, dizendo que, entre os feridos, estão tanto participantes como público que assistia à parada que assinalava o Dia da Mãe.

O porta-voz da polícia local, Garry Flot, havia referido anteriormente que, pelo menos, 12 pessoas tinham sido alvejadas.

"Poderão ser mais", admitiu Flot à agência France Presse.

A fonte adiantou que ninguém morreu e três a quatro pessoas ficaram feridas com maior gravidade.

O superintendente Ronal Serpas, do Departamento da Polícia de Nova Orleães, disse aos jornalistas que os disparos "podem ter tido origem em dois tipos de armas diferentes" e que "imediatamente após os disparos, os agentes viram três pessoas a fugir".

Além das pessoas atingidas pelos disparos, um dos feridos poder-se-á ter magoado por queda, acrescentou.

"Neste momento, não temos qualquer indicação de que alguém corra risco de vida", afirmou Serpas, acrescentando que a menina, que terá 10 anos, está de boa saúde.

A polícia está a investigar o motivo dos disparos, adiantou.

"Aparentemente essas duas ou três pessoas, por uma razão que desconhecemos, começaram a disparar", disse Serpas, acrescentando que "tudo aconteceu num par de segundos".

A imprensa local refere que 300 a 400 pessoas estariam a participar na parada e outras 200 a assistir.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG