Os bebés do furacão Sandy

Nas zonas dos EUA mais afetadas pelo passagem do furacão a 28 de outubro está a verificar-se um aumento de mulheres grávidas que vão dar à luz em julho, ou seja, nove meses depois de Sandy.

Em Nova Iorque e Nova Jérsia espera-se um "baby boom" por causa do furacão Sandy. A 28 de outubro, aquela que se temia poder ser a tempestade perfeita, devastou muitas localidades. Muitos abandonaram as suas casas antes, mas houve quem escolhesse ficar e, sem luz (ou seja, sem televisão ou internet para passar o tempo), encontrou outras formas de esperar que o furacão passasse.

O resultado começou agora a aparecer nos ginecologistas: um aumento de mulheres cuja a gravidez terminará em julho. "Começámos a reparar há algumas semanas que estavamos a ter muito trabalho com telefonemas e resultados de testes. Nós pensávamos, o que está a acontecer? E, de repente, percebi! É a altura que as pessoas começam a vir porque engravidaram durante o furacão Sandy", contou ao New York Post Linda Roberts, enfermeira num consultório de ginecologia em Westchester.

O jornal cita ainda um diretor de um hospital que confirma que quando acontecem tempestades, furacões ou simplesmente apagões, que é comum verificar-se um aumento de mulheres grávidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG