Obama diz continuar a ser um grande fã de Clint Eastwood

Apesar do discurso imaginário que Clint Eastwood fez para uma cadeira vazia que disse ser de Barack Obama, o Presidente diz não estar ofendido com as palavras proferidas pelo ator na Convenção Republicana da semana passada e garantiu que continua a ser um grande fã do realizador.

O Presidente dos EUA recusou entrar em pormenores sobre o discurso de Eastwood na Convenção Republicana, na semana passada, em Tampa, na Flórida. E não se mostrou afetado. "Ele é um grande ator e um realizador ainda melhor. Acho que o último filme que fez é genial", afirmou Obama numa entrevista ao 'USA Today, que foi citada pelo 'El Mundo'.

"Se se é um Presidente ou se apresenta como um Presidente que se ofende facilmente provavelmente deve escolher-se outra profissão", acrescentou. No dia em que começa a Convenção Democrata, em Charlotte, na Carolina do Norte, Obama esclareceu que não haverá um candidato mistério para rivalizar com o realizador e que será tudo bastante normal.

Enquanto Clint Eastwood discursava na Convenção Republicana, Obama postou uma fotografia no seu Twitter, de si próprio sentado numa cadeira, com a frase "Este lugar está ocupado". O tweet foi partilhado 51 mil vezes. Obama tem mais de 19,2 milhões de seguidores no Twitter, enquanto Romney conta apenas com um milhão.

Obama, cuja entrevista será publicada na íntegra pelo 'USA Today' amanhã, fora o alvo privilegiado de Eastwood no seu discurso. O ator falou simbolicamente para uma cadeira vazia, estrategicamente colocada entre a audiência republicana na convenção em Tampa. Falou para ela, como se estivesse a falar para Obama. O Presidente democrata, eleito em 2008, irá discursar durante a Convenção do Partido Democrata no estádio Bank of America, o qual tem capacidade para 74 mil pessoas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG