Obama diz aos americanos para levarem a sério chegada de furacão

O Presidente dos Estados Unidos apelou hoje aos seus compatriotas para que "levem a sério" o potencial perigo da passagem do furacão Sandy na costa norte-americana e sigam as indicações divulgadas pelas autoridades, noticiou a AFP.

A tempestade "ainda não atingiu a costa. Não se sabe a área que vai atingir, onde será mais forte o seu impacto e é por isso que é tão importante estar pronto a reagir em massa e rapidamente", disse Barack Obama aos jornalistas durante uma visita à desse da Agência Federal Responsável pelas Situações de Crise (FEMA).

O Presidente Obama, que anulou as ações de campanha de segunda e terça-feira para ficar na Casa Branca e acompanhar a evolução da situação, conversou com quadros da FEMA e, por telefone, com os governadores dos Estados e os presidentes das câmaras mais expostas ao furacão.

Para Barack Obama, Sandy representa uma "tempestade grande e grave". O furacão "desloca-se lentamente", segundo disse, o que aumenta os riscos de inundações já que cairão chuvas diluvianas à sua passagem, prevista para a madrugada de terça-feira na costa entre a Virgínia e Massachusetts.

Obama também garantiu que as vítimas das intempéries receberão toda a ajuda que precisarem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG