Obama "apoia ativamente" proibição de armas de assalto

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, "apoia ativamente" a proposta de lei apresentada no Senado destinada a banir a venda, transferência, fabrico ou importação de uma centena de modelos de armas de assalto, indicou hoje a Casa Branca.

Obama há muito que apoia esta medida, mas não conseguiu impô-la durante o seu primeiro mandato. A senadora democrata Dianna Feinstein pretende fazer aprovar no início de 2013 a legislação necessária para repor a proibição.

O Presidente tinha prometido abordar em breve a questão da violência relacionada com o uso de armas, na sequência do massacre numa escola primária em Newtown (Connecticut) na sexta-feira, que provocou 27 mortos, incluindo 20 crianças.

Várias dezenas e familiares das vítimas de disparos com armas de fogo concentraram-se hoje frente ao Congresso norte-americano para denunciar os recorrentes incidentes violentos e apelaram ao "fim do banho de sangue".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG