"O voto garante a vitória da paz", diz Maduro

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apelou hoje para que os eleitores do país participem nas eleições municipais, quando faltam apenas algumas horas para o encerramento das urnas, num sufrágio que tradicionalmente se caracteriza por elevada abstenção.

"Pegue na sua carrinha, peça a boleia a um amigo motociclista, mas vá votar. O voto garante a vitória da paz (...) com isto você garante a paz, mexa-se", disse Maduro no apelo feito em declarações a jornalistas.

Nicolás Maduro falava, acompanhado pelos candidatos do Partido Socialista Unido da Venezuela às câmaras municipais da área metropolitana de Caracas, no colégio Miguel António Caro, em Cátia, a oeste de capital, onde votou pelas 14:30 (19:00 em Lisboa).

O chefe de Estado apelou também para que todos os venezuelanos acatem com "serenidade" os resultados que sejam anunciados pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE), admitindo que pode "haver resultados que requeiram esperar um pouco".

Frisou ainda que o programa Plano da Pátria, criado pelo falecido presidente Hugo Chávez, será a "carta de navegação" e o instrumento pelo qual se devem reger os munícipes e vereadores eleitos.

Maduro sublinhou que a Venezuela é o país que "mais eleições fez na América Latina" e recordou que hoje era o dia do amor e da lealdade a Hugo Chávez, que há um ano se dirigiu por última vez ao país, pouco antes de viajar para Cuba para uma intervenção cirúrgica ao cancro de que viria a morrer.

Nicolás Maduro lamentou que uma jovem venezuelana tivesse sido assassinada durante o processo eleitoral, em Trujillo, no centro do país, precisando que as investigações estão em curso.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG