Número de americanos a viver na pobreza atinge recorde

No ano passado foram contabilizados 46,2 milhões de americanos a viver na pobreza. Este é o número mais elevado desde que em 1959 o gabinete de recenseamento dos EUA começou a recolher destes dados.

O número de americanos a viver abaixo do limiar da pobreza aumentou durante quatro anos seguidos, enquanto a taxa de pobreza no país é a mais elevada desde 1993. Já o número de pobres em termos absolutos, 46,2 milhões em 2010, é o mais elevado desde que o gabinete de recenseamento começou a efectuar este tipo de registos.Os números foram hoje avançados num relatório do Census.

Nos Estados Unidos, é considerada pobre uma família de quatro elementos que tiver um rendimento anual inferior a 22314 dólares (cerca de 16 mil euros) ou uma pessoa sozinha que receba menos de 11139 dólares (cerca de oito mil euros) por ano.

O relatório indica ainda que o valor dos rendimentos das famílias americanas baixou 2,3% em 2010. Enquanto isso, a taxa de desemprego mantém-se actualmente acima dos 9%.

Para fazer face a esta situação, o presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou na semana passada o lançamento de um plano de 450 mil milhões de dólares (328 mil milhões de euros) para promover a criação de emprego.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG