Morreu uma das crianças infetadas com vírus raro

As autoridades norte-americanos confirmaram hoje a morte de uma criança com enterovírus EV-D68, um vírus raro e pouco conhecido que provoca dificuldades respiratórias e que afeta, sobretudo, crianças e adolescentes.

O enterovírus já afetou nas últimas semanas 472 pessoas, a maioria crianças, em 41 estados americanos e na capital federal Washington. A infeção, que também já foi registada no Canadá com dezenas de casos, está a provocar grande preocupação entre as autoridades, que só hoje confirmaram a morte de uma criança, já na semana passada.

De acordo com o Departamento de Saúde do Estado de Rhode Island, a morte aconteceu devido a uma infeção causada por Staphylococcus aureus associada ao enterovírus EV-D68. As autoridades esclarecem que se trata de uma "combinação muito rara, que pode deixar as crianças e os adultos muito doentes".

Os sintomas desta infeção são muito semelhantes aos de uma gripe.

O enterovírus EV-D68, isolado em 1962, na Califórnia, parece ser transmitido quando um sujeito contaminado tosse ou espirra ou quando se toca uma superfície contaminada.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.