Menina que foi mãe aos 9 anos desapareceu de casa

A menina de 9 anos que deu à luz na semana passada no México desapareceu de casa sem avisar as autoridades, numa altura que surgem dúvidas sobre a sua idade real, indicaram ontem fontes oficiais.

Dafne, que menina que disse ter 9 anos quando dru à luz a 27 de janeiro um bebé de 2,7 quilos em Guadalajara, desapareceu da casa que tinha dado no hospital como sendo a sua morada.

O alegado pai do bebé, um jovem de 17 anos que pode vir a ser acusado de violação, está em fuga, segundo o Ministério Público do estado de Jalisco.

Segundo uma fonte próxima do processo, a menina terá dito aos investigadores que o jovem era seu namorado e que as relações sexuais que tiveram foram "consentidas". Declarações que não impedirão o alegado pai de ser acusado criminalmente.

Além disso, as autoridades suspeitam que Dafne poderá ser mais velha do que foi dito.

"As características médicas da menor não correspondem a uma criança de nove anos, ele poderá ser muito mais velha, aparentemente ter cerca de 15 anos", declarou o responsável regional de Saúde de Jalisco, António Munoz.

O procurador local, Tomas Coronado, falou de "algumas irregularidades" neste caso, como o facto do nascimento de Dafne só ter sido declarado no registo civil em 2011, sugerindo que a idade da menina pode estar errada.

Os serviços de saúde, que temem que a jovem mãe não tem maturidade suficiente para enfrentar a situação, querem fazer-lhe um exame psicológico, de forma a proteger melhor o seu desenvolvimento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG