Médico tratado por ébola volta a ser internado

Rick Sacra, o médico norte-americano que havia contraído o vírus na Libéria e que havia tido alta hospitalar há apenas duas semanas, está de volta ao hospital com tosse e febre persistentes.

O médico foi a terceira pessoa a receber tratamento contra o ébola nos Estados Unidos, tendo dado entrada no hospital de Worcester, Massachusetts, no mês passado. Libertado há duas semanas, Rick Sacra foi de novo internado.

O médico está a ser alvo de vários exames, por precaução, uma vez que as autoridades de saúde não acreditam que o ébola tenha voltado, julgando que se trata de uma infeção respiratória.

Ontem, o estado de saúde do doente que está internado no hospital de Dallas, Texas, também sofreu um agravamento. "Thomas Eric Duncan encontra-se em estado muito grave", anunciou o hospital que precisou que o estado de saúde do doente, que se tem mantido em estado "grave mas estável", se agravou.

Exclusivos

Premium

Catarina Carvalho

O bom trabalho do José Mário Branco 

Foram três serões de espanto. Assisti à gravação do disco Sempre, de Katia Guerreiro, que foi produzido por José Mário Branco com a consultadoria da mulher, Manuela de Freitas. Foi há cerca de um ano. Assisti a tudo e o objetivo era descrevê-lo numa reportagem que havia de fazer capa de uma das novas edições do Diário de Notícias, nessa altura em preparação, em maio de 2018. Mas, na verdade, aquilo que tive foi uma experiência de vida, daquelas que constituem marcos de existência.

Premium

Marisa Matias

Baralhar e dar de novo

Na próxima semana irá finalmente a votos a Comissão Von der Leyen. Depois de propostas de nomes rejeitadas, depois de várias controvérsias associadas aos novos portfólios apresentados pela presidente eleita, finalizou-se o processo sem, contudo, eliminar a ameaça de conflitos de interesses ou mudar significativamente os portfólios. Nas contas finais, parece que tudo não passou de um jogo de equilíbrios partidários, muito longe dos interesses dos cidadãos.