Mayor nega ter tentado comprar vídeo comprometedor

Rob Ford, o polémico presidente da Câmara de Toronto, que perdeu os cargos executivos, na sequência de um escândalo relacionado com o consumo de drogas, desmentiu que tentou comprar o vídeo em que aparecia a fumar crack.

As alegações de Rob Ford havia tentado adquirir esse vídeo surgiram em documentos judiciais divulgados na quarta-feira, baseadas em conversas entre suspeitos de tráfico de droga intercetadas pela polícia.

Numa dessas conversas, no final de março, um suspeito de tráfico alega que o mayor de Toronto lhe ofereceu cinco mil dólares e um carro em troca do vídeo.

Rob Ford, que perdeu todos os seus poderes executivos em meados de novembro, na sequência da divulgação deste vídeo, qualificou estas alegações de "pura mentira". "Em primeiro lugar, isso é uma mentira, e em segundo lugar, vocês podem falar com os meus advogados. Eu estou aqui para falar de futebol", afirmou o autarca à rádio WFJK-FM de Washington.

O advogado Dennis Morris afirmou depois à CBC que preferia ouvir a conversa em causa antes de fazer comentários.. "Milhares de conversas foram intercetadas. Várias foram traduzidas para inglês. Não há uma palavra pronunciada pelo mayor Ford nessas milhares de conversas", referiu.

Rob Ford foi apanhado devido a uma investigação da polícia ao seu amigo e motorista, Alexander Lisi, suspeito de tráfico de drogas e armas. Lisi vai amanhã a tribunal acusado de extorsão por ter tentado, sob ameaça, recuperar o vídeo filmado com telemóvel.

O conteúdo do vídeo chegou ao conhecimento de um jornal canadiano, que revelou a sua existência e o descreveu: o mayor de Toronto fumava crack. Rob Ford desmentiu durante meses, até que a própria polícia teve acesso ao vídeo e confirmou o que estava nas imagens.

A partir daí, Rob Ford teve de confirmar que havia consumido drogas, embora tenha negado ser dependente. Os vereadores decidiram, em meados de novembro, retirar todos os poderes executivos ao autarca, que agora se mantém como mayor mas só no papel.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG