Mayor de Toronto atropela conselheira e perde poderes

Rob Ford perdeu os poderes executivos, mantendo-se como presidente da Câmara de Toronto apenas no papel. No debate de segunda-feira protagonizou mais um incidente.

O autarca, no centro de um escândalo relacionado com o consumo de drogas e álcool, ficou sem poderes quase nenhuns depois de uma agitada votação na assembleia municipal.

Numa pausa no debate, Rob Ford "atropelou" uma colega de assembleia, mais velha, e quase a atirou ao chão. O mayor desatou a correr alegadamente em socorro do irmão Doug - que estava num bate-boca com pessoas que assistiam ao debate - e foi de encontro à frágil Pam McConnell, que só não caiu porque o próprio a segurou.

"Pensava que o meu irmão estava a discutir", justificou mais tarde o autarca. Rob Ford pediu depois desculpa à conselheira, para quem o episódio foi meramente acidental. Mas houve quem usasse o incidente como prova de que Rob Ford "não se sabe controlar".

O autarca, que se ausentou na sala durante a votação, censurou a aprovação das medidas que delegaram os poderes para o seu n.º 2, Norm Kelly. "Vocês derrubaram um governo democraticamente eleito", acusou Rob Ford, para quem a votação é sinónimo de "golpe de Estado".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG