Kerry diz que EUA e Alemanha continuam bons amigos

A Alemanha e os Estados Unidos continuam a ser "bons amigos" apesar da perturbação causada pelas suspeitas de espionagem, disse hoje o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, ao lado do seu homólogo alemão, Frank-Walter Steinmeier.

"Deixem-me sublinhar que a relação entre os Estados Unidos e a Alemanha é estratégica, temos grande cooperação política e somos bons amigos", declarou Kerry durante uma conferência de imprensa com o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, em Viena.

Os dois ministros falaram sobre o assunto à margem de uma série de reuniões em Viena para tentar desbloquear as negociações sobre o programa nuclear iraniano.

Também falaram dos dossiers do Irão, do Afeganistão e do Médio Oriente, disse Steinmeier.

"Isto mostra-nos que esta relação transatlântica entre a Alemanha e os EUA é necessária, apesar das dificuldades das últimas semanas", declarou o chefe da diplomacia alemã.

"Vamos trabalhar sob uma base fundamental de respeito mútuo", adiantou.

O governo alemão anunciou na quinta-feira a expulsão do chefe dos serviços secretos norte-americanos na Alemanha no âmbito de um caso de espionagem de responsáveis alemães a favor de Washington.

O caso agravou a tensão existente entre os Estados Unidos e a Alemanha desde as revelações o ano passado sobre escutas feitas pelos norte-americanos ao telemóvel da chanceler alemã, Angela Merkel.

No sábado, a chanceler Angela Merkel lamentou que a confiança entre os Estados Unidos e a Alemanha tenha diminuído.

"Temos sobre isto pontos de vista diferentes e devemos falar sobre o assunto", disse Merkel numa entrevista à televisão pública ZDF, adiantando que espera, "naturalmente, uma mudança" no comportamento dos Estados Unidos.

"Já não vivemos na época da Guerra Fria em que, provavelmente, todos desconfiavam de todos", declarou Merkel à ZDF.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG