"Isaac" provocou quatro mortos no Haiti

A tempestade tropical "Isaac" provocou quatro mortos no Haiti e deverá atingir hoje o Estado norte-americano da Florida, onde foi adiada a convenção do Partido Republicano.

De acordo com a Proteção Civil do Haiti, entre as quatro vítimas mortais estão uma menina de oito anos e uma mulher de 51 anos, que morreram soterradas sob os escombros das casas onde viviam.

A tempestade obrigou à retirada de 5.000 pessoas na noite de sexta-feira, quando o país foi fustigado por chuvas abundantes que deixaram uma grande parte da cidade sem eletricidade.

O presidente do Haiti, Michel Martelly, que adiou uma viagem ao Japão, sugeriu que se aproveitasse a situação para "ver se é possível retirar definitivamente as pessoas dos campos" de acolhimento criados na sequência do terramoto de 2010. O terramoto provocou na altura mais de 250 mil mortos, e cerca de 400 mil pessoas ficaram sem casa, passando a viver em campos de deslocados em Porto Príncipe, capital do Haiti.

Devido aos avisos de mau tempo previstos para a partir de hoje na zona de Tampa Bay, na Florida, Estados Unidos, onde estava prevista a realização da convenção nacional do Partido Republicano, o presidente da convenção, Reince Priebus, anunciou o seu adiamento para a tarde de terça-feira.

A convenção destinava-se a entronizar Mitt Romney como candidato às eleições presidenciais norte-americanas de 06 de novembro.

Eram esperadas para a convenção - entre segunda e quinta-feira - cerca de 50 mil pessoas, desde jornalistas, delegados e convidados do partido.

O governador da Florida, Rick Scott, tinha decretado no sábado o estado de alerta no seu Estado, para mobilizar os socorros, mas tinha indicado que não seria necessário anular a convenção.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG