Mais de 67 milhões viram debate entre Obama e Romney

Foram mais de 67 milhões os americanos que seguiram o debate entre Barack Obama e o seu adversário republicano, Mitt Romney, realizado quinta-feira de madrugada (hora europeia) em Denver e que, segundo as sondagens, foi ganho por este último.

O número de americanos que seguiu o primeiro dos três debates entre o atual Presidente e o candidato republicano à Casa Branca representa um recorde de audiência nos últimos 20 anos, segundo o Instituto Nielsen.

Em outubro de 1982, 69,9 milhões de telespectadores seguiram o debate entre o então presidente George Bush, o candidato democrata Bill Clinton e o independente Ross Perot, também segundo os indicadores do Instituto Nielsen.

No dia da votação, Bush perderia claramente para Clinton.

O Instituto contabilizou 67,2 milhões de telespectadores, dos quais 46% tinham 55 anos ou mais. Nas anteriores presidenciais, em 2008, em que Obama enfrentou o republicano John McCain, o primeiro debate teve uma audiência estimada em 28 milhões de pessoas.

O valor recorde de audiência para um primeiro debate presidencial continua a ser o do realizado entre o democrata Jimmy Carter, que terminava um primeiro mandato, e o republicano Ronald Reagan, a 28 de outubro de 1980, com 80,6 milhões de telespectadores. Reagan obterá uma clara vitória no dia das eleições.

Exclusivos

Premium

Crónica de Televisão

Os índices dos níveis da cadência da normalidade

À medida que o primeiro dia da crise energética se aproximava, várias dúvidas assaltavam o espírito de todos os portugueses. Os canais de notícias continuariam a ter meios para fazer directos em estações de serviço semidesertas? Os circuitos de distribuição de vox pop seriam afectados? A língua portuguesa resistiria ao ataque concertado de dezenas de repórteres exaustos - a misturar metáforas, mutilar lugares-comuns ou a começar cada frase com a palavra "efectivamente"?

Premium

Margarida Balseiro Lopes

O voluntariado

A voracidade das transformações que as sociedades têm sofrido nos últimos anos exigiu ao legislador que as fosse acompanhando por via de várias alterações profundas à respetiva legislação. Mas há áreas e matérias em que o legislador não o fez e o respetivo enquadramento legal está manifestamente desfasado da realidade atual. Uma dessas áreas é a do voluntariado. A lei publicada em 1998 é a mesma ao longo destes 20 anos, estando assim obsoleta perante a realidade atual.