Madeirense sequestrado há três dias na Venezuela

Um comerciante português, de 54 anos, foi sequestrado por indivíduos armados, há três dias, em La Lagunetica, uma localidade da cidade venezuelana de Los Teques, a 20 quilómetros a sul de Caracas.

Fontes da comunidade portuguesa local indicaram à agência Lusa que o comerciante, natural da Calheta, Madeira, foi intercetado por desconhecidos quando circulava perto de um viveiro do qual é proprietário.

O sequestro ocorreu na quarta-feira, desconhecendo-se desde então o paradeiro do comerciante.

Este sequestro está a causar alguma apreensão no seio da comunidade lusa local que diz ter presente na memória que, em 2011 e início de 2012, La Lagunetica e a vizinha localidade de San Pedro dos Altos transformaram-se nas regiões do Estado de Miranda com o maior número de sequestrados, incluindo uma dezena de portugueses.

Em La Lagunetica e San Pedro dos Altos é comum ver portugueses a trabalhar na agricultura, floricultura e em viveiros.

Fontes não oficiais dão conta de que, no ano passado, o mesmo comerciante foi alvo de um rapto e que este seria o terceiro sequestro ocorrido no seio da mesma família.

Ler mais

Exclusivos