Como vai ser o observatório do novo World Trade Center

É assim a vista do topo daquele que será o One World Trade Center. O edifício só será inaugurado em 2015, mas as autoridades divulgaram hoje fotografias e um vídeo que mostra como é a vista do 100.º andar.

Prevê-se que este venha a ser um dos principais pontos turísticos de Nova Iorque, com uma vista deslumbrante sobre a cidade, a cerca de 380 metros de altura.

O patamar de observação irá ocupar entre o 100.º e o 102.º andares do edifício. Para lá chegar bastará um minuto no elevador, mas a visita demorará uma hora e incluirá o visionamento de um vídeo sobre a obra. Haverá várias propostas ao nível da restauração, uma loja de brindes e vários espaços para apreciar a vista panorâmica.

Esta torre tem vista para o Memorial do World Trade Center, onde espelhos de água evocam as Torres Gémeas, alvos de um ataque terrorista a 11 de setembro de 2001.

Quando estiver pronto, no início de 2014, este edifício será o mais alto do hemisfério ocidental, com 541,324 metros. O local de observação só abrirá portas em 2015.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.