Homicídios no nível mais baixo dos últimos 50 anos

O número de homicídios em Nova Iorque caiu no ano que termina para o nível mais baixo dos últimos 50 anos, situando-se bem abaixo de outras grandes cidades como Washington, Chicago e Detroit.

O número de homicídios é o mais baixo desde 1963, momento em que a cidade começou a organizar este tipo de estatísticas. Assim, até 28 de dezembro, foram mortas 414 pessoas, das quais 237 por arma de fogo, anunciou o 'Mayor' Michael Bloomberg durante uma cerimónia em honra aos novos polícias da cidade.

Por comparação com 2011, perderam a vida menos 101 pessoas e cinco vezes menos do que em 1990, isto numa cidade que conta hoje cerca de 8,2 milhões de habitantes.

Segundo Bloomberg, o único ano em que até agora o número de vítimas de homicídios ficou abaixo das 500 mortes foi em 2009, quando perderam a vida 471 pessoas.

"Se tívessemos a taxa de homicídios de Washington, isso significaria que mais de 1100 pessoas iriam morrer" em 2012, afirmou Bloomberg, que indicou em seguida o que significaria a média se Nova Iorque fosse igual à verificada na cidade mais violenta dos Estados Unidos, Detroit. "Se tívessemos a média de Detroit, cerca de 4400 pessoas" teriam morrido em 2012.

A tendência de Nova Iorque segue um fenómeno que se observa nos últimos anos nos EUA, com a média nas grandes cidades a cair de forma clara.

O fenómeno da diminuição da criminalidade em Nova Iorque é acompanhada por igual redução da população criminal, tendo caído um terço entre 2001 e 2011, afirmara Bloomberg no início da semana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG