Fortes tempestades ameaçam milhões nos EUA

Fortes tempestades atingiram na segunda-feira o Estado do Mississippi e o sudeste dos EUA, ameaçando dezenas de milhões de pessoas um dia depois de terem causado 17 mortes e destruição de casas nos Estados envolventes.

Um tornado passou pela cidade de Tupelo cerca das 14:30 locais (20:30 de Lisboa), informou o Serviço Nacional Meteorológico (SNM), adiantando que estava uma equipa a caminho para avaliar os estragos.

Partes do Estado do Alabama estiveram também em risco de fortes tempestades, com alertas de risco de nível inferior para os Estados de Louisiana, Tennessee e Mississippi, à medida que o sistema se deslocava para leste, com as autoridades a esperarem vários tornados.

O SNM especificou que 49 milhões de pessoas que vivem nas áreas sob observação estiveram sob ameaça, dos quais 1,4 milhões nas áreas de alto risco.

Nas partes do Arkansas mais fortemente atingidas, as equipas de emergência intensificaram as suas buscas de sobreviventes, enquanto residentes da comunidade vizinha de Vilonia observavam os estragos.

Dezenas de membros da Guarda Nacional do Arkansas estiveram a ajudar as autoridades locais com ajuda médica na retirada de pessoas, fornecimento de água fresca e nas operações de busca e salvamento.

O chefe da polícia de Vilonia, Brad McNew, disse que a cidade de quatro mil pessoas estava irreconhecível.

"Há casas totalmente arrasadas", disse à televisão NBC.

Ao longo da noite, socorristas usaram lanternas nas áreas sem eletricidade, procurando em montanhas de destroços, na esperança de encontrar sobreviventes.

O Departamento de Situações de Emergência do Arkansas deu conta da existência de 14 mortos no Estado, revendo para baixo uma contagem anterior de 15, e um responsável do Estado do Oklahoma adiantou que os tornados tinham causado aqui dois mortos.

A imprensa local deu conta de outro morto no Estado do Iowa.

McNew adiantou que o número de mortos poderia ter sido maior se as sirenes de emergência não tivessem sido utilizadas para avisar da aproximação da tempestade.

"Eu próprio fui com a minha família para um abrigo, que estava a alguma distância do local onde nos encontrávamos. Havia lá muitas pessoas da comunidade. Portanto, funcionou", especificou.

"Se você visse a destruição que lá está, mesmo que tenhamos perdido algumas vidas, houve muitas que foram salvas devido ao alerta da tempestade", acrescentou.

Vilonia tinha sido atingida há três anos por outro tornado, mas o deste domingo foi "muito pior", considerou McNew.

O tornado também destruiu grande parte da cidade de Mayflower, com 2.30 habitantes, situada a noroeste da capital do Arkansas, Little Rock.

Os serviços meteorológicos já preveniram que os tornados devem continuar a ameaçar o sul e o centro dos EUA até quinta-feira, alertando para a probabilidade de muito fortes tempestades com trovoadas e inundações.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG