EUA prontos para responder a ameaças da Coreia do Norte

Os Estados Unidos condenaram hoje as mais recentes ameaças feitas pela Coreia do Norte contra alvos militares norte-americanos, garantindo que os EUA estão prontos para responder a "qualquer contingência".

Os EUA levam "muito a sério" as ameaças da Coreia do Norte, que colocou hoje o seu exército sob ordem de combate e pediu às suas unidades especiais para se preparem para eventuais ataques contra o território dos Estados Unidos, incluindo Guam e Havai, no Pacífico, afirmou o porta-voz do Pentágono, George Little.

"Estamos preocupados com qualquer ameaça levantada pelos norte-coreanos. Levamos tudo o que dizem e tudo o que fazem muito a sério. Eles precisam parar de ameaçar a paz - isso não ajuda ninguém", vincou o porta-voz, citado pelas agências internacionais.

George Little classificou de "retorica bélica" as ameaças proferidas pelo regime de Pyongyang e disse tratar-se de um "padrão conhecido desenhado para aumentar as tensões e intimidar os outros".

O regime de Pyongyang "não vai conseguir nada por via de ameaças ou provocações, que apenas vão isolar ainda mais a Coreia do Norte e minam os esforços internacionais para alcançar a paz e a estabilidade no nordeste da Ásia", acrescentou.

"Estamos prontos para reagir a qualquer contingência", alertou o porta-voz do Pentágono.

Em comunicado divulgado hoje pela agência norte-coreana KCNA, o regime da Coreia do Norte afirmara ter colocado os seus mísseis e unidades de artilharia "em posição de combate" para atacar "todas as bases militares dos Estados Unidos na região da Ásia-Pacífico, incluindo o território continental norte-americano, Havai e Guam", assim como a Coreia do Sul.

Exclusivos