Detidos cinco suspeitos por assassínio de 50 pessoas

A polícia mexicana prendeu cinco pessoas por envolvimento no incêndio que provocou a morte de mais de cinquenta pessoas num casino em Monterrey, informou o governador do estado de Nueva Leon.

Rodrigo Medina, citado na estação Televisa, disse que as autoridades procuram mais dois suspeitos e que a polícia continua a tentar estabelecer uma relação entre o incêndio e uma retaliação por falta de pagamento num caso de extorsão.

Apesar das cinco detenções, o governador indicou que ainda não foi identificado o grupo que encomendou o incêndio no casino de Monterrey, no norte do país.

Na quinta-feira, o Casino Royal foi palco de um dos ataques mais mortíferos no México desde que o Presidente Felipe Calderón lançou em 2006 uma ofensiva contra o narcotráfico.

No dia seguinte, o chefe de Estado mexicano dirigiu duras críticas aos Estados Unidos: "Se estão decididos e resignados a consumir drogas, então procurem alternativas de mercado que acabem com o lucro estratosférico dos criminosos", declarou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG