Cuba libertou mais dois presos políticos

Héctor Maseda e Angel Moya, casados com as líderes das Damas de Branco, foram libertados no sábado.

Cuba libertou primeiro o preso político Héctor Maseda, marido de Laura Pollán, líder do grupo ospositor Damas de Branco, e que se negava a ir para o exílio em Espanha, avançou a AFP.

Maseda, jornalista e engenheiro eletrónico de 68 anos e que cumpria desde 2003 uma condenação de 20 anos, foi libertado no início da tarde e levado para sua casa, em Havana, por oficiais de segurança

Pouco depois, foi libertado mais um prisioneiro, Angel Moya, casado com a número dois das Damas de Branco.

Restam agora sete presos políticos por libertar, dos 52 que o governo e Raúl Castro prometeu tirar da prisão num histórico diálogo com a Igreja católica cubana.

Desde o último mês de Julho, quando começou o lento processo de libertações, o governo libertou 40 réus que aceitaram viajar para Espanha, enquanto um deles ficou em Cuba e outro, que saiu da prisão na última sexta-feira, espera viajar para os Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG