Crianças infetadas com vírus raro suscitam preocupação

Centenas de crianças infetadas com uma estirpe rara de um enterovírus foram admitidas nos serviços de urgência norte-americanos durante as últimas semanas, apresentando dificuldades respiratórias e, em certos casos, cansaço muscular.

Estes casos estão a suscitar grande preocupação junto das entidades de saúde norte-americanas.

Os Centros para o controlo e prevenção de doenças (CDC) identificaram entre meados de agosto e 30 de setembro em 41 Estados norte-americanos, incluindo na capital federal Washington, 472 casos de infeções respiratórias causadas pelo enterovírus EV-D68, identificado pela primeira vez em 1962 na Califórnia. A incidência deste enterovírus, que se encontra no sistema digestivo, é bastante rara.

Nenhuma morte foi registada até à data, precisaram os centros.

Os primeiros casos foram observados em agosto último na região centro-oeste dos Estados Unidos (Middle West, na designação em inglês), mas a infeção rapidamente se propagou a grande parte do país, atingindo mesmo o Canadá.

Num único hospital do Colorado (oeste), mais de 900 crianças que apresentavam dificuldades respiratórias foram tratadas entre 18 de agosto e os primeiros dias de setembro.

"A maioria das crianças ficou doente com a infeção causada pelo EV-D68. Em Missouri e Illinois, por exemplo, tinham dificuldade em respirar e produziam ruídos devido a infeção nas vias respiratórias", referiu Susan Gerber, epidemiologista do CDC de Atlanta.

A mesma especialista indicou que "um grande número de crianças sofria de asma".

A 26 de setembro, os CDC analisaram no Colorado um grupo de 10 crianças, com uma idade média a rondar os oito anos, em que vários tinham sido infetados pela rara estirpe do EV-D68. Alguns apresentaram sintomas neurológicos com um cansaço muscular, registando uma espécie de paralisia.

De acordo com um hospital local, estes sintomas não estão provavelmente relacionados com a poliomielite (doença infeciosa que ataca as células da medula espinhal, e leva, por vezes, à paralisia, também conhecida por paralisia infantil), uma vez que oito dos dez tinham sido vacinados.

O enterovírus EV-D68 é da mesma família do vírus responsável pela poliomielite, mas geralmente não provoca os sintomas da doença.

Um enterovírus é designação genérica dada a um grande grupo de vírus da família Picarnaviridae, possuidores de ácido ribonucleico, e que se podem encontrar no tubo digestivo do homem e de outros mamíferos. Alguns enterovírus podem provocar infeções respiratórias e digestivas nervosas centrais.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.