Consulado português atende mais de mil utentes em dois dias

O Consulado Geral de Portugal em Caracas, registou esta semana uma "invulgar" afluência de utentes, procurando realizar diferentes atos consulares, atingindo o histórico número de 1100 portugueses atendidos em apenas dois dias.

"Já na semana passada notámos a presença de muita gente, mas esta semana houve uma demanda invulgar. Na segunda e terça-feira atendemos aproximadamente 1100 utentes", disse o cônsul-geral à Agência Lusa.

Segundo Paulo Santos, "num dia normal", aquela representação consular atende em média entre 250 e 300 pessoas, mas os dois primeiros dias desta semana "foi uma loucura, todas as cadeiras ficaram cheias, todos os espaços ficaram cheiros, era uma espécie de mar humano dentro do consulado".

Por outro lado, destacou a emissão de passaportes como um dos serviços mais requeridos pelos portugueses, sublinhando que parece existir uma convicção cada vez maior dos portugueses sobre a importância de ter os documentos em dia.

Ao ser questionado sobre se a "invulgar" afluência teria como motivo a marcação de eleições presidenciais no país para 14 de abril, ou a alegada intenção dos portugueses de saírem da Venezuela o diplomata respondeu que o fato de este ser um período de férias poderia ter sido uma das causas.

"Ninguém nos deu a entender que pretendia deixar o país proximamente", enfatizou.

Na Venezuela existem duas circunscrições consulares, Caracas e Valência.

Oficialmente residem na Venezuela 400 mil portugueses, um número que a comunidade diz estar aquém da realidade, apontando um total de 1,5 milhões de nacionais no país, incluindo os luso-descendentes que têm apenas nacionalidade venezuelana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG