Cinco mortos em explosão numa mina de carvão

O número de mineiros mortos numa explosão numa mina de carvão no México elevou-se para cinco e as esperanças de encontrar com vida outros nove diminuem, informou hoje o ministro do Trabalho, citado pelas agências internacionais.

Uma forte explosão, provavelmente provocada por gás metano, ocorreu na terça-feira numa mina de carvão perto da cidade de Sabinas, no Estado mexicano de Coahuila, fronteiro com os Estados Unidos. Catorze mineiros ficaram encurralados. Num primeiro balanço, as autoridades mexicanas deram conta de três mortos e 11 desaparecidos.

Mas, em declarações mais recentes à televisão Televisa, o ministro do Trabalho mexicano, Javier Lozano, anunciou que foram já encontrados cinco cadáveres e "que não há sinais de vida" dos outros nove mineiros. "O prognóstico é mau", reconheceu, citando informações de peritos. Um jovem que conseguiu sair da mina após a explosão ficou gravemente ferido, tendo-lhe no hospital sido amputados os braços.

Há cinco anos, 65 mineiros morreram num acidente similar na mesma região. O presidente mexicano, Felipe Calderón, já exprimiu as condolências às famílias das vítimas. O Ministério Público abriu um inquérito ao acidente da mina, que estava a funcionar apenas há um mês.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG