Cheque de 1 cêntimo para mãe de soldado que se suicidou

O ministro da Defesa canadiano pediu desculpa esta terça-feira pelo envio de um cheque de um cêntimo à mãe de um soldado que se suicidou em 2011. Oposição diz que governo não tem consideração pelos seus militares.

Rob Nicholson referiu que se tratou de "um grotesco erro burocrático" o envio do cheque à mãe de Justin Stark, depois da controvérsia suscitada em redor do tema e que foi suscitada por um deputado da oposição, Wayne Marston.

"Um cheque de um cêntimo, depois de tudo o que esta mãe teve de suportar, é imperdoável", denunciou o deputado.

O ministro da Defesa, Rob Nicholson, admitiu que a situação é "completamente ridícula" e comprometeu-se a acompanhar o caso para perceber o que se passou e evitar que volte a acontecer.

A oposição defende que o cheque é uma prova da total falta de consideração do governo perante os militares canadianos.

Justin Stark suicidou-se em 2011, já no Canadá, depois de ter estado em serviço no Afeganistão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG