250 mil manifestaram-se em 12 cidades do Brasil

Uma onda de protestos ocupou as principais cidades brasileiras na noite de segunda-feira. Em São Paulo pelo menos 50 mil pessoas saíram à rua. E no Rio a imprensa fala em 100 mil manifestantes. Em todo o país, terão sido cerca de 250 mil pessoas em protesto.

Em Brasília, os manifestantes furaram o bloqueiro policial e invadiram a zona externa do Congresso, gritando "o Congresso é nosso".

A imprensa brasileira regista os protestos um pouco por todo o país. Em Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo houve confrontos com a polícia, sobretudo no final da noite.

No Rio de Janeiro, onde, segundo a Folha de São Paulo, 100 mil pessoas ocuparam a Avenida Rio Branco numa manifestação pacífica, que começou de forma festiva. Mas a noite terminou com um violento confronto com a polícia de choque, que chegou por voltas das 23.00 - pelo menos cinco policiais e sete manifestantes ficaram feridos e três carros foram incendiados junto à Assembleia Legislativa. Isto apenar dos gritos de "sem violência" entoados pelos manifestantes.

Em São Paulo, um grupo de 50 manifestantes passou a noite à frente do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estaudal, mas não houve mais confrontos com a polícia durante a madrugada.

Além do protesto contra os preços dos transportes urbanos, as palavras de ordem dirigiram-se também contra a violência policial nos últimos dias e os gastos do Governo Federal com o Campeonato do Mundo de Futebol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG