Espanha tenciona celebrar um funeral de Estado em Barcelona

Das vítimas espanholas da queda do Airbus, 53 residiam na zona da Catalunha.

O Governo espanhol tenciona celebrar um funeral de Estado em Barcelona, pelas vítimas da queda do avião nos Alpes franceses, após a cerimónia fúnebre, a 17 de abril, em Colónia, na Alemanha, informaram hoje fontes do executivo.

Segundo as mesmas fontes, citadas pela agência de notícias espanhola Efe, o Governo pretende que o funeral em Espanha ocorra uns dias depois da cerimónia na catedral de Colónia, onde, numa missa e num ato de Estado, serão recordadas as vítimas.

A ideia é realizar funerais em Espanha e Alemanha em datas distintas para facilitar a presença de representantes dos dois países nas duas cerimónias.

A queda, na terça-feira, do avião Airbus A320 da companhia alemã Germanwings causou a morte aos 150 ocupantes, incluindo o copiloto, que, de acordo com as investigações, acionou deliberadamente o processo de descida do aparelho, aproveitado a saída do piloto para ir, provavelmente, à casa de banho.

A maioria das vítimas é de origem alemã e espanhola. Dos espanhóis, 53 residiam na região da Catalunha.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, prestou hoje homenagem, em Málaga, às vítimas e enalteceu "a extraordinária" colaboração da França com a Espanha, que, disse, nunca se esquecerá.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG