Erupção do vulcão do Fogo "mais violenta" do que em 1995

Autoridades de Cabo Verde pediram calma às populações e decretaram "situação de contingência" intemporal nas ilhas do Fogo e Brava.

Adormecido há 20 anos, o vulcão da ilha do Fogo voltou à vida e forçou a população de Chã das Caldeiras a deixar as suas casas e a rumar a lugar mais seguro. A erupção, que começou ontem, é "mais violenta" do que a de 1995, disse Higino Montrond ao DN, citando responsáveis de Cabo Verde.

"Em 1995 era muito pequeno, estava na quinta classe. Não me lembro de grande coisa", disse Montrond. Mas o assessor de direção de um hotel de S. Filipe lá vai adiantando que se recorda dos "tremores de terra antes do jantar, aí por volta das oito horas da noite. E lembro-me dos meus pais nos acordarem de madrugada, sairmos de casa e vermos o fogo". O fogo a que Higino se refere e que lhe marcou a memória mais não era do que a lava incandescente lançada pelo vulcão.

Leia mais pormenores no epaper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG