Eleitos americanos pressionam Obama a enviar armas a Kiev

Câmara dos Representantes aprovou resolução para ajudar ucranianos a fazer face à ameaça russa com 348 votos a favor e 48 contra

A câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou, na noite de segunda-feira [madrugada de ontem em Lisboa], uma resolução a instar o presidente Barack Obama a enviar armas letais para a Ucrânia. A resolução foi aprovada por 348 votos a favor e 48 contra, o que significa que contou também com o aval dos democratas.

O texto aprovado afirma que "os sistemas de armas defensivas letais" irão capacitar os ucranianos de defender o seu território das "agressões contínuas e não provocadas da Federação Russa".

Eliot Engel, democrata e um dos responsáveis pela resolução, afirmou que "esta política não deve ser partidária. É por isso que nos levantamos hoje como democratas e republicanos, como americanos afinal, e dizemos basta ao que acontece na Ucrânia."

O mais importante democrata na Comissão dos Negócios Estrangeiros da câmara dos Representantes, Engel sublinhou que a ajuda dos EUA à Ucrânia não significaria que os americanos estão a entrar na guerra. "O povo da Ucrânia não está à espera das tropas americanas. Está à espera de armas para se defender. Eles não têm essas armas. Nós temos", disse o democrata eleito pelo estado de Nova Iorque. E adiantou: "Se não agirmos agora, quem o fará?"

Leia a versão integral na edição impressa do DN e no e-paper

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG