Manifestantes invadem Congresso brasileiro

Dezenas de milhares de brasileiros manifestam-se esta noite em todo o país no que é uma escalada da contestação ao aumento do preço dos transportes públicos iniciada a semana passada. Em Brasília, cerca de 200 manifestantes conseguiram mesmo invadir o perímetro do Congresso.

Naqueles que são os mais importantes protestos desde os ocorridos em 1992 contra a corrupção do Presidente Fernando Collor de Melo, cerca de 30 mil pessoas, a maioria jovens da classe média, saíram às ruas de São Paulo numa manifestação pacífica que muito contrastou com a de quinta-feira passada, violentamente reprimida pela polícia.

Já em Brasília, capital do país, cerca de duas mil pessoas vieram para as ruas. Num momento de maior confusão, duas centenas de manifestantes invadiram o perímetro do Congresso, conseguindo subir para o telhado.

Também no Rio de Janeiro, Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte e outras cidades ocorreram manifestações do género. No Rio, ao início da madrugada de hoje (em Lisboa) manifestantes e polícia confrontaram-se junto à Assembleia Legislativa do Estado, com grupos de manifestantes a atirarem fogos de artifício contra as autoridades a a incendiar contentores. A polícia respondeu com gás lacrimogéneo e balas de borracha.

Em Belo Horizonte, durante a tarde, a polícia também teve utilizar gás lacrimogéneo para impedir os manifestantes de se aproximarem do Estádio Mineirão, onde se jogava o encontro de futebol Nigéria-Taiti, a contar para a Taça das Confederações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG