Marina Silva diz não se sentir "uma derrotada"

A candidata do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que durante mais de um mês surgiu nas sondagens em segundo lugar nas intenções de voto, obteve cerca de 22,1 milhões de votos, correspondente a 21,3%, menos 12 milhões que Aécio Neves, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Marina Silva indicou contudo, numa conferência de imprensa após serem conhecidos os resultados, não se sentir "uma derrotada". O partido deverá reunir em breve para decidir quem apoia na segunda volta.

"Queremos tomar uma posição conjunta [sobre o eventual apoio na segunda volta] baseada naquilo que nos une, que é o nosso programa. Faremos nossas reuniões e dialogaremos internamente", afirmou Marina Silva numa conferência de imprensa em São Paulo-

Marina indicou que o Brasil votou contra aquilo que considera "errado" no atual Governo. "E votou em uma mudança qualificada", acrescentou, numa crítica à gestão de Dilma Rousseff.

O seu candidato a vice-presidente, Beto Albuquerque, foi mais direto nas críticas. "Eu tenho muita dificuldade de votar na Dilma depois de tudo que eu ouvi ela dizer de nossa candidatura. É uma opinião minha, pessoal. O meu partido vai discutir"; afirmou.

Exclusivos